Seguidores

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

ACORDAR...

Não sei porquê, mas acordei um pouco perdida, como quase sempre!. Eram 8:30 da manhã, confusa com o tempo, seria tarde para fazer o que tenho a fazer, ou simplesmente é uma reacção do meu corpo quando desperta depois um uma noite de descanso. Tinha tanto para fazer e o tempo era escasso......Após um café e um cigarro, como é habitual, uma visita pelos mails (um vício), um tempo necessário para acordar verdadeiramente (uma necessidade.....olhei para o relógio e reparei que era cedíssimo e afinal de contas, tinha muito tempo para fazer o pouco que há a fazer.
Ouvi uma música que me levou a um espaço longínquo geografica e temporalmente. Aquele espaço, simples mas muito original conquistou-me logo que o vi. Um pequeno sofá de couro, um colchão vermelho que fazia de sofá, uma estante de tijolo suportava um elevado número de vinis e CDs de música, um quadro na parede em tons de vermelho e preto, o chão de soalho pintado a azul forte, umas lindas plantas a um canto faziam companhia à pequena televisão que apenas se ligava nos efêmeros momentos em que estava em casa, uma claridade agradável entrava pelas 3 janelas altas e despidas, onde não só era possível ver o constante cinzento do céu, como outros apartamentos similares. A sala estava sempre quente, a música era o adorno principal acompanhado de meias de leite. As músicas preferidas eram ouvidas vezes e vezes sem conta.....
Sinto saudades desse espaço que me fez mudar a maneira de viver, de ser, de ver o mundo....

1 comentário:

Andarilho disse...

Que vontade de o conhecer também...